Projeto Pronto Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada com capacidade para 500 kg/dia.

CÓDIGO - HT-222

Projeto Pronto com as seções:

Restaurante
Banheiros
Área para recepção de matéria-prima
Seleção e limpeza da matéria-prima
Armazenagem de matéria-prima
Preparo inicial
Cozimento
Limpeza de utensílio
Armazenagem de utensílios
Área de serviços
Demais dependências

O Projeto Pronto contém:

1) Projeto Pronto em arquivo para AutoCad (DWG) (pranchas em formato A0 ou A1), com:
  • Planta Baixa e Layout dos Equipamentos
  • Planta Baixa da Construção
  • Layout dos Equipamentos
  • Cortes
  • Fachada
  • Planta de Situação das Construções no terreno
  • Planta dos Escritórios, Vestiários, Refeitórios e outros Anexos do Empreendimento
2) Memorial Básico da Construção
3) Lista de Equipamentos Principais
4) Lista de Fornecedores dos Equipamentos Principais
5) Lista de Materiais da Construção e Orçamento da Obra
6) Cronograma Físico-Financeiro da Obra
7) Fluxograma de Produção
8) Projeto em 3D

Serviços Opcionais:

  • Estudo de Viabilidade Financeira para Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada
  • Projeto de Financiamento e Plano de Negócios para Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada no BNDES / FCO / BDMG / FINAME
  • Projeto em REVIT

Projetos com Outras Capacidades (maiores ou menores)
Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada

Preço do PROJETO PRONTO

Versão em arquivo (email) R$ 916,00

Versão impressa (SEDEX) R$ 1116,00

 

Para saber mais sobre o Projeto Pronto de Empreendimento (eBook), favor preencher o formulário abaixo:

Ou ligue para 35.3721.1488 ou entre em contato por WhatsApp +55.35.99730.7627











Versão:



 


 

OUTROS PROJETOS PRONTOS:

Como montar Frigorífico de Peixes Defumados com área de 260 m² e capacidade de 3.000 kg por dia.
DWG Fábrica de Pisos Cerâmicos com capacidade para 3.000 m2/dia.
PDF Fábrica para Doce de Leite produzido com Leite em Pó com capacidade para 1.000 Kg/dia.
Planta Baixa de Fábrica de Cerâmica (Telhas Cerâmicas e Tijolos) com capacidade para 50.000 unidades/dia.
Projeto de Fábrica de Ferragens Finas com capacidade para 2.000 peças/dia.
Projeto de Frigorífico para Abate de Carneiro com capacidade para 50 animais/dia.
Viabilidade de Fábrica de Extrato de Guaraná com capacidade para 5.000 litros por dia.
Plano de Negócio de Fábrica de Blocos de Concreto com capacidade para 3.000 unidades por dia.
REVIT Fábrica de Chinelos estilo Havaianas com capacidade para 50 pares/dia.
Como montar Fábrica de Preservativos com capacidade para 3.000 unidades/dia.

 


 

 

 

 

Outros Projetos Prontos:

Planta Baixa de Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada com capacidade para 500 kg/dia.

Como Montar Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada com capacidade para 500 kg/dia.

Projeto e Layout de Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada

DWG Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada

PDF Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada

Montar Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada em Nordestina - BA (População estimada 13.321 habitantes)

Cozinha Industrial Hospital

Fluxograma Planta Baixa De Cozinha Industrial

Planta Fisica Hospital Banheiros

Como Apresentar Um Orçamento Fornecimento De Comida

Planta Baixa De Uma Cozinha Industrial Hospitalar

Fluxograma De Uma Cozinha Hospitalar

Como Fazer Um Fluxograma De Uma Cozinha Industrial

Como Fazer Uma Planta Baixa De Cozinha Industrial

Fluxo Grama De Cozinha Industrial

Fluxograma De Uma Cozinha No Hospital

Planta Cozinhaindustrial

Fluxograma Cozinha Industrial Hospitalar

Cozinha De Hospital Planta

Fluxogramas Em Cozinhas

Fluxograma De Comida Congelada

Elaboração De Projetos De Cozinha

Hospital Planta Baixa De Cozinha

Como Projetar Uma Cozinha Industrial Hospitalar

Planta Baixa Cozinha De Hospital

Fluxo De Uma Cozinha De Hospital

COMO MONTAR UMA COZINHA LIGHT


REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE
ALIMENTOS PARA CONTROLE DE PESO
1. ALCANCE
1.1. Objetivo
Fixar a identidade e as características mínimas de qualidade a que devem obedecer os Alimentos para Controle de
Peso.
1.2. Âmbito de Aplicação
O presente regulamento se aplica aos Alimentos para Controle de Peso definidos no item 2.1. deste regulamento.
Excluem-se deste regulamento:
- alimentos adicionados de nutrientes essenciais
- produtos que contenham substâncias medicamentosas ou indicações terapêuticas
- alimentos para praticantes de atividade física
2. DESCRIÇÃO
2.1. Definição
São os alimentos especialmente formulados e elaborados de forma a apresentar composição definida, adequada a
suprir parcialmente as necessidades nutricionais do indivíduo e que sejam destinados a propiciar redução,
manutenção ou ganho de peso corporal.
2.2. Classificação
Os Alimentos para Controle de Peso classificam-se em:
2.2.1. Alimentos para Redução ou Manutenção de Peso por Substituição Parcial das Refeições ou para Ganho de Peso
por Acréscimo às Refeições
Alimentos que se destinados à redução de peso podem substituir até duas refeições da dieta diária; quando
destinados à manutenção do peso corporal, podem substituir uma refeição diária. Quando destinados ao ganho de
peso, até duas porções do alimento podem ser acrescentadas à dieta convencional diária. Estes alimentos não devem
se constituir em fonte nutricional exclusiva da dieta diária total.
2.2.2. Alimentos para Redução de Peso por Substituição Total das Refeições
Alimentos especialmente formulados e elaborados de forma a apresentarem composição definida, cujo consumo se
destina a substituição total das refeições, com a finalidade de redução de peso corporal.
2.3. Designação
É a denominação da categoria do alimento similar convencional, de acordo com a legislação específica, seguida da
finalidade a que se destina.
3. REFERÊNCIAS
3.1. Codex Alimentarius: Formula Foods for Use in Weight Control Diets - CODEX STAN 181-1991
3.2. CE: Commission Directive 96/8/CE, de 26.02.96, Official Journal of the European Communities de 06.03.96 -
Foods intended for use in energy restricted diets for weight reduction
4. COMPOSIÇÃO E REQUISITOS
A composição e requisitos referem-se ao produto pronto para o consumo.
4.1. Energia
A energia fornecida pelo alimento classificado em 2.2.1. não deve ser inferior a 200 kcal (840 kJ) nem exceder a 400
kcal (1.680 kJ) por porção pronta para o consumo.
A energia fornecida pelo alimento classificado em 2.2.2. não deve ser inferior a 800 kcal (3.350 kj) nem exceder a
1200 kcal (5.020 kJ). As porções individuais contidas nestes produtos deverão fornecer aproximadamente 1/3 (um
terço) ou 1/4 (um quarto) do valor energético total do produto, dependendo do número de porções diárias
recomendadas, sejam 3 ou 4.
4.2. Proteínas
4.2.1. As proteínas presentes nos Alimentos para Redução ou Manutenção de Peso por Substituição Parcial das
Refeições ou para Ganho de Peso por Acréscimo às Refeições devem fornecer no mínimo 25% e no máximo 50% do
valor energético total desses alimentos. A ingestão total diária de proteínas não deve exceder a 125g.
4.2.2. As proteínas devem:
4.2.2.1. ser de qualidade nutricional no mínimo equivalente à composição aminoacídica das proteínas do ovo ou do
leite ou da carne (proteínas de referência), na fonte referida no Anexo A, sempre nas edições mais recentes;
4.2.2.2. quando a qualidade protéica for inferior à da proteína de referência, as concentrações mínimas da proteína
devem ser aumentadas para compensar a baixa qualidade protéica. Nenhuma proteína com qualidade inferior a 80%
da de referência pode ser usada nos Alimentos para Redução ou Manutenção de Peso por Substituição Parcial das
Refeições ou para Ganho de Peso por Acréscimo às Refeições, salvo se a qualidade protéica for corrigida conforme
item 4.2.2.3.
4.2.2.3. os aminoácidos essenciais podem ser adicionados para melhorar a qualidade protéica somente em
quantidades necessárias para esta finalidade. Somente a forma "L" de aminoácidos devem ser usadas, com exceção
da DL-metionina.
4.3. Lipídios e Ácido Linoléico
A energia fornecida pelos lipídios deve ser no máximo de 30% do valor energético total do alimento, incluindo o
mínimo de 3% da energia proveniente dos lipídios derivados do ácido linoléico.
4.4. Vitaminas e Minerais
Os Alimentos para Redução ou Manutenção de Peso por Substituição Parcial das Refeições ou para Ganho de Peso
por Acréscimo às Refeições devem fornecer por porção, na refeição substituída, no mínimo 33% da quantidade de
vitaminas e minerais constantes do ANEXO B
Os Alimentos para Redução de Peso por Substituição Total das Refeições devem fornecer por dia pelo menos 100%
das quantidades de vitaminas e minerais constantes do ANEXO B.
É permitida a adição de outros nutrientes essenciais não especificados no ANEXO B, desde que seja respeitado o
limite máximo de 100% da IDR por dia.
4.5. Ingredientes
Os Alimentos para Controle de Peso devem ser elaborados com elementos constituintes de proteínas de origem
animal e/ou vegetal próprios para consumo humano e com outros ingredientes apropriados para atingir a composição
essencial dos alimentos para atender o item 4 deste regulamento.
É permitida a utilização de ingredientes não usualmente empregados nos alimentos convencionais, desde que
apresentada a justificativa tecnológica e não venham a alterar a finalidade a que o alimento se propõe.
5. ADITIVOS E COADJUVANTES DE TECNOLOGIA
É permitida a utilização de aditivos intencionais e coadjuvantes de tecnologia nos mesmos limites previstos para os
alimentos convencionais similares, desde que não venham a alterar a finalidade a que o alimento se propõe.
6. CONTAMINANTES
6.1. Resíduos de Agrotóxicos
Devem estar em consonância com os níveis toleráveis nas matérias-primas empregadas, estabelecidos pela legislação
específica.
6.2. Resíduos de Aditivos dos Ingredientes
Os remanescentes dos aditivos somente serão tolerados quando em correspondência com a quantidade de
ingredientes empregados, obedecida a tolerância fixada para os mesmos.
6.3. Contaminantes Inorgânicos
Devem obedecer os limites estabelecidos pela legislação específica.
7. HIGIENE
Os Alimentos para Controle de Peso devem ser preparados, manipulados, processados, acondicionados e
conservados conforme as Boas Práticas de Fabricação (BPF), atender aos padrões microbiológicos, microscópicos e
físico-químicos estabelecidos por legislação específica.
8. ROTULAGEM
Os Alimentos para Controle de Peso devem atender às normas de rotulagem em geral e também às normas de
rotulagem dos Alimentos para Fins Especiais. Quando qualquer informação nutricional complementar for utilizada,
deve estar de acordo com o regulamento de Informação Nutricional Complementar.
Devem ainda constar:
8.1. No painel principal
8.1.1. Designação do alimento conforme item 2.3.
8.1.2. A orientação em destaque e em negrito: "Consumir somente sob supervisão de médico e/ou de nutricionista",
para os alimentos classificados no item 2.2.2.
8.2. Nos demais painéis da embalagem:
8.2.1. A informação nutricional, de acordo com o regulamento de Rotulagem Nutricional, em caráter obrigatório.
8.2.2. Os valores nutricionais devem ser declarados por 100g ou 100mL do alimento tal como exposto à venda e
ainda, obrigatoriamente, por porção, indicando também o número de porções contidas na embalagem.
8.2.3. Se nas instruções de uso houver indicação de que o alimento deve ser preparado com outro(s) ingrediente(s),
deve-se declarar o valor nutricional da combinação final, de acordo com o item 8.2.2.
8.2.4. A instrução do modo de uso do alimento para redução, manutenção ou ganho de peso corporal.
8.2.5. A orientação em destaque e em negrito: "Ao consumir este alimento aumentar a ingestão diária de água" .
8.2.6. A orientação em destaque e em negrito: "Este produto não deve ser usado na gestação, amamentação e por
lactentes, crianças, adolescentes e idosos, exceto sob indicação de médico ou nutricionista", para o Alimento para
Redução ou Manutenção de Peso por Substituição Parcial das Refeições ou para Ganho de Peso por Acréscimo às
Refeições.
8.3. A rotulagem não deve fazer menção ao eventual ritmo ou quantidade de redução ou ganho de
peso resultante do consumo dos Alimentos para Controle de Peso, nem a qualquer diminuição da sensação de fome
ou aumento da sensação de saciedade.
9. PESOS E MEDIDAS
Devem obedecer à legislação específica.
10. REGISTRO
Os Alimentos para Controle de Peso estão sujeitos aos mesmos procedimentos administrativos exigidos para o
registro de alimentos em geral.
ANEXO A
COMPOSIÇÃO DE AMINOÁCIDOS DE PROTEÍNAS DE BOA QUALIDADE
Aminoácidos Composição Observada
(mg/g de proteína crua) Ovo Leite de Vaca Carne Bovina
Histidina 22 27 34
Isoleucina 54 47 48
Leucina 86 95 81
Lisina 70 78 89
Metionina+ cistina 57 33 40
Fenilalanina + tirosina 93 102 80
Treonina 47 44 46
Triptofano 17 14 12
Valina 66 64 50
Total
incluída histidina 512 504 479
excluída histidina 490 477 445
Fonte: FAO/WHO/ UNU Expert Consultation. Energy & Protein Requirements. WHO Tech. Rept. Ser. Nº 724. World
Health Organization, Geneva, Switzerland. (1985).
ANEXO B
VITAMINAS E MINERAIS PARA OS ALIMENTOS PARA CONTROLE DE PESO
NUTRIENTE UNIDADE QUANTIDADE
Vitamina A mcg RE (1) 600
Vitamina D mcg (2) 2,5
Vitamina B1 (Tiamina) mg 0,8
Vitamina B2 (Riboflavina) mg 1,2
Niacina mg NE (3) 11
Ácido Pantotênico (*) mg 3
Vitamina B6 (Piridoxina) mg 2
Vitamina B12 (Cianocobalamina) mcg 1
Vitamina C mg 30
Vitamina E (Tocoferóis) mg a -TE (4) 10
Biotina (*) mcg 15
Ácido Fólico mcg 200
Cálcio mg 500
Fósforo mg 500
Magnésio mg 350
Ferro mg 16
Zinco mg 6
Cobre mg 1,5
Iodo mcg 140
Selênio (*) mcg 55
Manganês (*) mg 1
Potássio g 1,6
Sódio (*) mg 575
(1) 1 UI = 0,3 mcg de retinol equivalente ou 1,8 mcg de beta-caroteno
(2) Sob a forma de colicalciferol. 1mcg de colicalciferol = 40 UI.
(3) 1 mg de niacina equivalente = 1 mg de niacina ou 60 mg de triptofano da dieta.
(4) 1 alfa tocoferol equivalente = 1 mg d-alfa-tocoferol = 1,49 UI = 1,49 mg d-L-alfa acetato de tocoferila
Fontes: Codex Alimentarius: Formula Foods for Usse in Weight Control Diets - CODEX STAN 181-1991 - ítem 3.2.3.1
e (*) Diretiva 96/8/CE, de 26.02.96.

Legalizar Cozinha Industrial para Fornecimento de Comida Light Congelada

Contatos:

Caso tenha alguma dúvida, entre em contato pelos telefones:

Brasil 35.3721.1488 Outros Países +55.35.3721.1488
Ou pelo WhatsApp:
+55.35.99730.7627